Resenha | Duna – Frank Herbert

Resenha | Duna – Frank Herbert

Autor: 249

Ficha técnica

Resenha | Duna – Frank Herbert

Título original: Dune
Tradutor(a): Maria do Carmo Zanini
Autor: Frank Herbert
Editora: Aleph
Ano: 2017
Páginas: 680

Avaliação Uber7

(…)Nessa trama repleta de política e religiosidade, o jovem Paul Atreides, herdeiro de uma poderosa família que foi vítima de um golpe, é treinado nas doutrinas secretas de uma antiga irmandade, que vê nele a esperança de realização de um plano urdido há séculos. Assim começa uma trajetória para transformar um homem comum em herói e messias.*

Seguindo o tom de grandes épicos, Duna acompanha a jornada do herói Paul Atreides desde sua juventude, mostrando os treinamentos e a relação dele com seus mestres e amigos; a perda do pai – o Duque Leto – por causa de conflitos e golpes do temido barão Vladimir Harkonnen; as provações ao se juntar ao povo do deserto, os Fremen; e seu momento de grande triunfo ao mostrar ser a figura messiânica das lendas de uma antiga irmandade.

Questões políticas e religiosas permeiam toda a obra. O leitor encontra a figura de Paul Atreides e todas as evidências que o apontam como uma espécie de escolhido, uma figura que vai conduzir grandes mudanças dentro do atual cenário de Arrakis, o planeta desértico cenário da obra. O tal planeta é o único produtor da especiaria Melánge, o que faz com que seja alvo de grande preocupação comercial de todo o império galáctico e principal motivo para toda a disputa por poder que irão dar início a toda a conturbada relação de guerra entre os Harkkonen e os Atreides.

O cenário criado pelo autor Frank Herbert em Duna é parte de grande destaque do livro. As descrições são apuradas dos desertos e dunas, a cultura do curioso povo Fremen, as curiosidades acerca das habilidades e o histórico do curioso clã Bene Gesserit, do qual faz parte a mãe de Paul e aparentemente grande parte das esposas, conselheiras e concubinas dos grandes líderes políticos. É preciso frisar o “aparentemente”, pois Herbert mantém o cuidado em não explicar cada pedaço da cultura do vasto universo que fora criado por ele, talvez como um convite para adentrar todo o universo da série original – que conta com seis livros do próprio autor, além de outras obras imaginadas por diferentes escritores.

Dune Computer Wallpapers Desktop Backgrounds 1592x1000 ID187469

Para um livro que fora escrito em 1965, Frank Herbert conseguiu conceber uma obra que se mantém atual. Especialmente hoje, ao tratar sobre questões envolvendo relações de desigualdade geradas pelo capitalismo e também as consequências da escassez, além da total falta de água e os impactos disso na sociedade.

Com uma narrativa fluida e direta, pode-se observar que o autor teve o cuidado de evitar exageros e seguir a história de maneira objetiva, o que facilita a leitura do livro. A única dificuldade que o leitor pode encontrar diz respeito aos momentos em que existe a manifestação das características prescientes de Paul ou de sua mãe, Jéssica. A leitura e passagens rápidas de diferentes evidências e momentos da história (passado e futuro) dos personagens, como também da história geral do cenário de Duna acaba confundindo um pouco o leitor.

A Editora Aleph está lançando toda a saga de Duna em edições de luxo. Além desse, Os Messias de Duna, segundo livro da série, foi lançado recentemente em uma primorosa edição de capa dura.

Compartilhe nas redes sociais:
Eduardo Cardoso

Professor, Colecionador e leitor de quadrinhos, apaixonado por literatura e Nerd por maioria de votos. Prefere a DC Comics, tem um gosto musical que não faz sentido, assim como sua escolha de herói favorito. Apesar de sua paixão por filmes de terror Trash/Gore ou com criaturas gigantes, seu filme preferido é O Rei Leão.

SAIBA MAIS SOBRE

Leia Também

Resenha | Alien – Alan Dean Foster

Resenha | Alien – Alan Dean Foster

Especial | Tudo o que você precisa saber sobre a franquia ‘Alien’

Especial | Tudo o que você precisa saber sobre a franquia ‘Alien’

Crítica | Alien: Covenant

Crítica | Alien: Covenant

Resenha | Neuromancer – William Gibson

Resenha | Neuromancer – William Gibson

Adicione Um Comentário.