Crítica | A Múmia

Crítica | A Múmia

Autor: 46

Ficha técnica

Crítica | A Múmia

Título original: The Mummy
Data de lançamento: 08 de junho de 2017
Direção: Alex Kurtzman
Gênero: Aventura, terror, ação
Produção: Alex Kurtzman, Chris Morgan, Sean Daniel, Roberto Orci
Distribuição: Universal Pictures
Roteiro: Jon Spaihts, Christopher McQuarrie, David Koepp, Dylan Kussman
Elenco: Tom Cruise, Sofia Boutella, Annabelle Wallis, Jake Johnson, Courtney B. Vance, Marwan Kenzari, Russell Crowe.

Avaliação Uber7

Está mais do que na moda ressuscitar, ou criar, franquias para conquistar um público que vai depositar seu dinheiro em um filme cujo o trailer foi arrebatador. ‘A Múmia‘ vende uma obra de terror, mas será que apenas jumpscares sustentam uma produção desse porte? Entre erros e acertos, vamos compartilhar com vocês como foi nossa experiência com o novo filme da criatura egípcia, estrelado por Tom Cruise e dirigido Alex Kurtzman.

Em 1999 o mundo foi presenteado com ‘A Múmia’, remake do clássico de 1932. O filme é uma aventura agradável de assistir, com personagens marcantes, interpretados por um elenco memorável, e piadas bem encaixadas. Não aguarde uma produção no mesmo estilo no trabalho de Kurtzman, o novo filme do monstro começa bem, com o seu tom meio sombrio e um suspense pontuado, mas que, infelizmente, se perde no caminho.

Screen-Shot-2017-04-02-at-163923

Com personagens mal construidos, o filme começa apresentando Nick (Tim Cruise) e seu amigo Chris (Jake Johnson). Os dois são das forças armadas americanas, mas o objetivo principal dos rapazes não inclui espionar os inimigos e sim roubar tesouros escondidos e vender no mercado negro. Entretanto, isso é tão pouco trabalhado que o filme repete varias falas colocando-os como ladrões para você passe a acreditar nisso. Em certos momentos, quando Tom Cruise está em cena, começamos a nos perguntar se o filme de monstro tem um agente da IMF ou se ‘Missão Impossível’ tem uma múmia como vilã. Até que descobrimos que o problema é a atuação de Cruise, mesmas feições e mesmas atitudes de sempre. Talvez os anos incontáveis atuando só em filmes de ação não tenham ajudando o ator.

the-mummy3

Os erros começam a acontecer do final do primeiro ato pra frente. O filme se perde e começa a entrar em uma onda que vai de aventureira, passa por mistério, e volta pra terror, ficando, no final das contas, sem uma identidade definida. A história pode até instigar uma curiosidade, mas é totalmente superficial, deixando o desenrolar da trama um tanto quanto sem graça. Dentre as metas mais comuns de um vilão tradicional estão dominar o mundo ou ser imortal. Em ‘A Múmia’ não é diferente e mais uma vez temos que engolir um vilão com objetivo clichê. O final do terceiro arco é péssimo, tão desastroso que o diretor fica enchendo linguiça com cenas desnecessárias e repetitivas para tentar manter o ritmo do filme até o final e, claro, não funciona.

O acerto do filme: Ahmanet. Uma boa escolha da produção colocar a atriz Sofia Boutella no papel da temível múmia. A atriz, que é dançarina e natural da Argélia, supera as múmias anteriores, inclusive a história da nova Múmia é interessante, mas é exatamente na mesma pegada das últimas histórias, não houve uma inovação para o novo personagem. Como citado logo acima, o terror que a produção propõe no início da trama é bem executado. As cenas dão tensão e em certos momentos o público saltar da poltrona.

maxresdefault

Os efeitos especiais são okay, em nenhum momento há algum efeito ruim que deixe a cena com um aspecto falso. O filme tem as opções 3D e 2D, mais uma vez a produções Hollywoodianas usando o 3D pra conseguir mais dinheiro, já que o efeito é totalmente dispensável em tela.

É evidente que a Universal irá apostar em uma franquia de monstros. A Múmia serviu como o “first look” para esse universo que está por vir. Mas só por esse filme já podemos prever fracasso, a Universal tem que melhorar bem mais a qualidade das histórias caso queira ter uma franquia de sucesso. Não adianta efeitos, boa direção e fotografia bem feita caso a história, que é o coração de um filme, não funcione de acordo.

‘A Múmia’ é o estilo de filme que vemos só uma vez e tudo bem, já é o suficiente. A produção da Universal estreou em todos cinemas nacionais no dia 08 de junho de 2017.

Compartilhe nas redes sociais:
Kaigue Moura

Kaigue (e não Kaique) é um publicitário que devora filmes e gosta de se manter bem informado. Quer vê-lo feliz, leve-o ao cinema, quer vê-lo triste, proíba-o de comer besteira. Muito observador, e reservado também, gosta do frio, ama Brasília e, além de ser viciado em refrigerante, sonha em ser rico um dia.

Leia Também

Crítica | Mulher-Maravilha, o filme que todos nós precisávamos

Crítica | Mulher-Maravilha, o filme que todos nós precisávamos

Crítica | Corra!

Crítica | Corra!

Adicione Um Comentário.